Clicky

Polêmica • 08/01/2018 - 18:25 • Atualizado em: 08/01/2018 - 18:26

Jota Michiles: ‘Naná Vasconcelos passou 16 anos abrindo o Carnaval, já estava uma coisa saturada’

Homenageado do Carnaval 2018 e outros artistas de frevo como os Maestros Spok e Forró, e os cantores Nena Queiroga e Getúlio Cavalcanti, repercutiram a saída dos maracatus da abertura da festa

por Paula Brasileiro
Jota Michiles é um dos homenageados do Carnaval 2018 Foto: Reprodução/Facebook

Em 2018, o Carnaval do Recife inicia sua programação no Dia do Frevo, 9 de fevereiro. A sexta-feira que marca o começo da festa na capital pernambucana, traz uma novidade este ano: a tradicional abertura feita com nações de maracatu de baque virado, idealizada e comandada pelo músico Naná Vasconcelos, nos últimos 16 anos, dá lugar a uma festa exclusivamente voltada para o frevo. A mudança vem causando um debate nas redes sociais e fora delas. Alguns artistas consagrados do frevo, como os Maestros Spok e Forró, e o cantor e compositor Getúlio Cavalcanti, falaram ao LeiaJá a respeito.

O Maestro Spok relembrou a tradição deixada por Naná Vasconcelos com muita admiração: "Sempre achei algo espetacular essa abertura com o mestre naná e todos os batuqueiros, tem uma fortíssima impressão que eu não mudaria". Spok colocou, também, sua torcida para que o evento, transferido para a quinta-feira da semana pré carnavalesca, alcance o mesmo sucesso de quando abria o Carnaval: "Espero que dê certo para eles, para que tudo aconteça da melhor forma possível." O Maestro também falou sobre a abertura de 2018 exclusiva do frevo: "Torço muito para quem vai fazer essa nova abertura para que faça um trabalho lindo. Maestro Duda está envolvido, uma lenda viva da nossa música, o Quinteto Violado, entre outros, acredito que vai ser um espetáculo lindo, torço para que seja tão lindo quanto a abertura feita por Naná".

O Maestro Forró também reverenciou o trabalho desenvolvido por Naná: "A importância do nosso maracatu, daquela abertura, é sem palavras para dimensionar. Esta mudança é uma questão, acredito eu, que está ligada à gestão municipal, que está tentando mudar, acredito que para melhor". O músico manifestou sua torcida para que o novo modelo do Encontro de Maracatus seja bem sucedido: "Eu torço que tudo dê muito certo na quinta-feira, que os maracatus continuem esse legado que nosso mestre Naná deixou, e o próprio legado das nações. Isso não vai morrer nunca, ninguém pode acabar com isso". Já Getúlio Cavalcanti, célebre cantor e compositor de frevo, foi sucinto ao comentar sobre a nova abertura: "Eu acho que a mudança é benéfica. O maracatu tem sua força, obviamente, mas o frevo é quem predomina no carnaval, isso aí não há a menor dúvida."

Homenageados

Os homenageados do Carnaval do Recife em 2018, Nena Queiroga e Jota Michiles, também repercutiram o novo modelo que abrirá oficialmente a festa este ano. Em entrevista a uma rádio local, Nena disse achar justa a mudança tendo em vista a data na qual a festa começará: "Esse ano a abertura caiu no Dia do Frevo, então, no palco principal da nossa cidade, nada mais correto que se dedique ao frevo. É uma questão até de cordialidade.".

Jota Michiles afirmou achar desnecessária a polêmica criada em torno do tema e prometeu um grande Carnaval: "Eu acho que é uma questão de ciumeira. Naná Vasconcelos passou 16 anos abrindo o Carnaval e já estava se tornando uma coisa saturada. Agora é frevo na canela, vai ser o maior show do mundo."   

 

Comentários