Clicky

Pré-carnaval • 04/02/2018 - 00:16 •

Irreverência e sustentabilidade dão o tom da folia em São Paulo

por

O “Bloco do Pedal”, que se diferencia pela mensagem de sustentabilidade, foi um dos destaques do primeiro dia do Pré-Carnaval de São Paulo, que começou neste sábado (3), com uma série de blocos de rua espalhado pela cidade.

O que chama a atenção no “Bloco do Pedal” é a troca do tradicional trio elétrico por um veículo menor, cujo som é controlado por bicicletas. Para controlar a potência e a altura do som, as pessoas devem interagir com o equipamento e pedalar.

“Existe um gerador elétrico ligado às bicicletas, aí quando começam a pedalar gera energia elétrica. Você tem quatro bicicletas adultas, uma pra criança e uma para cadeirante, a força de todas elas são a tomada. O volume e potência do som dependem da força da pedalada”, explicou o engenheiro da plataforma, José Carlos Amenim.   

O bloco também chamou a atenção por apostar em músicas mais tradicionais. Os hits do momento foram substituídos pelas clássicas marchinhas de carnaval, tornando o “Bloco do Pedal” uma ótima opção para famílias.

Os foliões que preferiam atrações mais agitadas também tiveram vez, uma das opções foi o bloco “Ritaleena”, que homenageia a cantora Rita Lee. O bloco foi repleto de mensagens feministas, políticas e sociais, sem deixar de lado a folia e a agitação características do carnaval.

De acordo com o organizador e assessor do “Ritaleena”, Lucas Franco, o bloco, que começou suas atividades no carnaval de 2015, a cada ano vem atraindo mais público. “Ele cresce a cada ano. O primeiro ano a prefeitura pediu uma expectativa, a gente colocou mil pessoas, vieram 5 mil. No segundo ano a gente colocou 10 mil, vieram 15. Ano passado a gente colocou 20 mil e vieram 30. Aí esse ano a gente espera 40 mil pessoas. O bloco cresce e a gente fica muito feliz. É uma prova de que o carnaval de rua em São Paulo é uma necessidade e a gente veio pra ficar”, afirma.

O carnaval de São Paulo vai até o dia 18, com uma programação variada que inclui blocos de rua e festas fechadas, espalhados em várias partes da cidade, com muitas opções de ritmos além do samba. Para ver a lista completa das atrações, clique aqui.

 

Por Sérgio Gregório

 

Comentários