Clicky

Tradição • 12/02/2018 - 22:05 • Atualizado em: 12/02/2018 - 22:19

Pedro Salustiano: 'A culpa não é do governo, mas de quem diz gostar da cultura e nada faz'

Filho do Mestre Salustiano, o mestre de cultura popular teme que a tradição do maracatu rural seja esquecida, mas chama a responsabilidade de pesquisadores, estudiosos e produtores

por Jorge Cosme
A Família Salustiano e a Rabeca Encantada se apresenta no Pátio de São Pedro, Centro do Recife Foto: Chico Peixoto/LeiaJáImagens
A Família Salustiano e a Rabeca Encantada é uma das atrações do Carnaval do Pátio de São Pedro, na área central do Recife, na noite desta segunda-feira (12). Antes de subir ao palco, Pedro Salustiano, um dos filhos do Mestre Salustiano - falecido em 2008 - conversou com o LeiaJá.
 
Apesar de preocupado com o futuro do Maracatu Rural e demais tradições, Pedro não acredita que falta atenção do Governo de Pernambuco e da Prefeitura do Recife. Para o artista, falta mesmo pesquisadores, estudiosos e produtores botarem a mão na massa e inscrevem projetos. "Eu estou provocando muitos produtores. 'Tu gosta de cavalo-marinho? Então fizesse quantos projetos para fomentar o cavalo-marinho? Ouços muitos dizerem que nenhum', conta o músico. 
 
Pedro Salustiano diz sem titubear que quem mais fomenta a cultura do coco e da ciranda, por exemplo, é o governo estadual através do Funcultura. "Não é culpa do governo", ele sentencia. "Peço que  e estudiosos, que fazem faculdade, que dizem que amam nossa cultura, façam projetos, incentivem os terreiros. Os mestres não estão preparados para a burocracia, são semianalfabetos, precisam dessa ajuda. Cabe a nós procurar incentivar", complementa.
 
Projetos - A Família Salustiano tem muitos projetos na manga. Museu contando histórias do Mestre Salustiano, um filme sobre o pai - que está sendo produzido há anos - é um DVD para espalhar o maracatu cultural pelo Brasil. Porém, não há datas. "A gente tem sonhos, mas vai acontecer tudo na vontade de Deus. Não vamos nos vender por qualquer coisa. Estamos no caminho certo", finaliza Pedro.

Comentários