Clicky

Ladeiras • 13/02/2018 - 16:38 • Atualizado em: 13/02/2018 - 17:34

Cansaço é palavra fora do vocabulário dos foliões em Olinda

No último dia de folia ainda tinha gente com disposição para mais festa

por Giselly Santos
Em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR), os foliões querem aproveitar até o último minuto do Carnaval como se fosse o primeiro. Subindo e descendo as ladeiras da Marin dos Caetés, cansaço é palavra fora do vocabulário entre os que são da terra ou até mesmo os turistas. 
 
"Estou com pique todo para mais quatro dias de folia como este, é muito incrível esse Carnaval de Pernambuco. Pela segunda vez estou em Olinda e já quero mais sim", disse a estudante Clarissa Brandão, 19 anos, que veio de Fortaleza. 
 
Ela e um grupo de amigos resolveram brincar o carnaval nesta terça-feira (13), vestidos com a camisa da Seleção Brasileira para antecipar, segundo eles, o hexacampeonato que o país disputará na Copa da Rússia em junho deste ano. "O hexa vem este ano sim e já estamos comemorando", completou Clarissa.
 
O grupo da cearense é apenas um dos milhares que colore as ladeiras de Olinda com uma diversidade de fantasias, sem se importar com o calor, e rasgando o frevo quando as orquestras passam. Por falar em calor, alguns moradores da cidade adotaram a prática de molhar os foliões com mangueiras para amenizar a sensação térmica.
 
No quesito fantasias, a ousadia e criatividade também se fez presente entre os brincantes. Dos predominantementes unicórnios até os super heróis, não houve quem deixasse de lado a representação de algum personagem. O personal trainer Murilo Santos, 27 anos, saiu com um anzol e nele estava pendurado uma caixinha com um anel à procura de uma pretendente. "Eu já tenho namorada, mas enquanto ela não chega vou pescar alguma pretendente nessa brincadeira", ironizou.

Comentários