Clicky

PERNAMBUCO • 14/02/2018 - 18:32 • Atualizado em: 14/02/2018 - 18:49

“Foi um dos carnavais mais seguros que já tivemos”, afirma Secretário de Defesa Social

De acordo com a SDS, todos os crimes apresentaram redução em relação a 2017
 
 

 

por Lorena Andrade
Foto: Lorena Andrade/LeiaJáImagens

A Secretaria de Defesa Social divulgou na tarde desta quarta-feira (14) dados relativos à segurança durante o Carnaval. O secretário Antônio de Pádua classificou a folia de momo deste ano como um “dos carnavais mais seguros que já tivemos”. “Visitei vários focos de folia em todo o estado e era nítida a sensação de segurança. Tivemos um ótimo desempenho mesmo com o recorde de público no Recife, que recebeu 300mil pessoas a mais que o ano passado”, afirmou Pádua. De acordo com a SDS, todos os crimes apresentaram redução em relação a 2017. 

59 crimes violentos letais intencionais (CVLIs) - que englobam homicídios, lesões corporais seguidas de morte e latrocínios - foram registrados entre 0h do sábado (10) e 23h59 da terça (13), uma redução de 25,3% em relação ao ano passado, que teve 79 casos. Apenas um homicídio foi registrado este ano nos focos de folia, segundo a SDS. O crime aconteceu no bairro de Comporta, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, após uma briga de ambulantes no bloco Telecana. A vítima, identificada como Mayara Maria Assis, de 23 anos, foi morta após receber vários golpes de faca. Uma suspeita está presa e outra foi identificada. 

As ocorrências de estupros e atos obscenos também tiveram queda no número. Foram 4 registros neste Carnaval - 1 estupro e 3 atos obscenos -, enquanto em 2017 os mesmos crimes foram registrados 7 vezes. De acordo com a Polícia Militar, dos quatro delitos, três foram registrados no Recife Antigo e um em Olinda. A PM disse, ainda, que duas prisões em flagrantes relacionadas aos casos foram registradas.  

Já os crimes violentos contra o patrimônio tiveram uma redução de 50,4% se comparado ao carnaval de 2017. Foram 783 registros neste ano contra 1580 no ano anterior. Entre esses tipos de infração, a de maior queda foi o roubo a ônibus. Foram 9 coletivos roubados, 18 a menos em relação ao Carnaval do ano passado. 617 pessoas registraram que foram roubadas ou furtadas nos focos de folia, 19,8% a menos que as folias de momo do último ano, que havia registrado 769 casos.

Os roubos e furtos de celulares também diminuíram, de acordo com a SDS. 1019 aparelhos foram roubados na folia deste ano, já em 2017 o número foi de 1280. Ainda segundo a SDS, os postos de atendimento do Alerta Celular cadastraram 3.695 aparelhos móveis no Sítio Histórico de Olinda e no Recife Antigo.

Comentários