Clicky

Camburão da Alegria • 18/02/2018 - 17:21 • Atualizado em: 18/02/2018 - 17:22

Com público reduzido, Camburão da Alegria faz a despedida do Carnaval

Mesmo com espaços vazios, não faltou energia para quem participava do bloco

por Jorge Cosme
Chico Peixoto/LeiaJáImagensChico Peixoto/LeiaJáImagensChico Peixoto/LeiaJáImagensChico Peixoto/LeiaJáImagensChico Peixoto/LeiaJáImagensChico Peixoto/LeiaJáImagensChico Peixoto/LeiaJáImagensChico Peixoto/LeiaJáImagensChico Peixoto/LeiaJáImagens
Mesmo prometendo a presença de milhares de foliões, o bloco Camburão da Alegria contou com um público reduzido neste domingo (18) em Olinda, Região Metropolitana do Recife (RMR).  Havia muitos espaços vazios entre um trio elétrico e outro. O próprio trio do cantor Nonô Germano andou alguns trechos do trajeto sem pessoas ao redor.
 
Para quem foi, entretanto, a quantidade de pessoas não parecia ter tanta importância. Criado por policiais e bombeiros militares, o Camburão chega a sua 26ª edição, sendo a segunda em Olinda.
 
A policial militar aposentada Claudete Dias era pura empolgação. Com uma amiga, ela estava fantasiada de uma Na’vi, personagem do filme Avatar. “Já me fantasiei de Sininho, de bruxa, de índia, todo ano eu planejo uma fantasia diferente”. Na época em que trabalhava, Claudete já fez parte do policiamento do Carnaval. “Era uma época em que a gente trabalhava, mas também fazia amizade e se divertia”, resume.
 
José Flaviano Fonseca, o Tampa do Carnaval, também estava na festa. Há 15 anos vestindo a mesma fantasia com tampinhas de garrafa, ele garante que teria energia para mais festas carnavalescas. “Não bebo e nem fumo. Tenho 53 anos, estou jovem ainda”, ele brinca.
 
Com a casa exatamente no trajeto dos trios elétricos, a bibliotecária Jane Souto Maior sentiu que o Camburão estava esvaziado. “Acho que as pessoas já gastaram muito”, disse em tom de brincadeira. Ela lamenta o público menor, pois diz ser uma ótima agremiação. “É muito organizado, não vejo violência. O meu Carnaval como um todo está ótimo”, ressalta. 
 
Na edição de 2018, o bloco homenageou o secretário de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, o regente da sinfonieta de Granada, na Espanha, maestro Israel de França, e o empresário Alex Costa. Entre as atrações estavam Nonô Germano, Bateria Cabulosa, Banda Luará e a Orquestra da Polícia Militar.
 

Comentários