Clicky

Rio de Janeiro • 18/02/2018 - 08:38 •

Vampiro da Tuiuti não usa faixa presidencial no desfile das escolas campeãs

Integrante da escola tentou justificar a ausência do adereço na fantasia

por Nathan Santos
Personagem não usou a faixa presidencial Foto: ELLAN LUSTOSA/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO
As escolas de samba que tiveram os melhores desempenhos do Rio de Janeiro voltaram a desfilar na Sapucaí na noite desse sábado (18). Como de costume, os desfiles entraram pela madrugada e ainda assim foram apreciados pelo público.
 
A campeã Beija-Flor e a vice Paraíso do Tuiuti novamente arrancaram aplausos dos foliões. As outras quatro escolas mais bem colocadas também participaram do desfile: Mocidade, Mangueira, Portela e Salgueiro.
 
Mesmo sem levar o primeiro lugar, a Paraíso do Tuiuti ficou entre as escolas preferidas do público que acompanhou os desfiles durante o Carnaval. Um vampiro com faixa presidencial desfilou e deu a entender que se tratava de uma crítica ao presidente Michel Temer. No entanto, durante a exibição das campeãs na madrugada deste domingo (18), o personagem sofreu uma mudança.
 
O vampiro, interpretado pelo professor de história Léo Morais, não estava usando a faixa presidencial. Em entrevista ao G1, Morais explicou antes do desfile que não sabia se seria autorizado pela escola a usar a faixa presidencial novamente. Porém, em depoimento posterior, alegou que teria perdido o adereço e por isso não usou.
 
Ainda em entrevista ao G1, ele foi questionado se o vampiro faz, de fato, uma crítica ao presidente Michel Temer. Léo Morais não admitiu de maneira clara, mas disse que a escola está tentando desvincular o personagem de partido político. “O próprio vampiro é um vampiro que tem uma faixa presidencial, mas ele representa um sistema”, acrescentou, em depoimento dado ao G1.
 

Comentários