Clicky

Valores • 19/02/2018 - 19:25 • Atualizado em: 19/02/2018 - 19:33

Visitantes injetaram R$ 1,6 bilhão na economia de Pernambuco durante a Carnaval, afirma Governo do Estado

Ainda segundo o governo, o Estado recebeu 1,7 milhão de turistas durante as folias de momo

por Lorena Andrade
Foto: Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo
Os turistas que vieram para o Carnaval de Pernambuco estavam dispostos a gastar. É o que revela uma pesquisa realizada pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco. O estudo aponta que o gasto médio dos visitantes foi de R$ 155 a R$ 378. Dessa forma, os visitantes injetaram R$ 1,6 bilhões na economia do Estado. O número é 30% maior em relação a 2017, quando a receita foi de R$ 1,2 bilhões.
 
A pesquisa apontou, também, um crescimento de 8% no número de turistas que vieram passar as folias de momo em Pernambuco. Foram 1,7 milhões de turistas este ano contra 1,5 milhões em 2017. Outro fator positivo, segundo o estudo, foi a taxa de ocupação hoteleira. 96% dos meios de hospedagem ficaram ocupados durante o carnaval no Estado. Em relação ao ano passado, o crescimento foi de 1,8%. 
 
A quantidade de pessoas que embarcaram e desembarcaram no Aeroporto dos Guararapes também aumentou. Foram 312.770, entre pousos e decolagens - um acréscimo de quase 30% se comparado ao ao Carnaval de 2017, que teve 243.378 passageiros registrados.
 
OUTROS DADOS
 
* Mais de 50% dos entrevistados na pesquisa visitavam o Estado pela primeira vez;
* Cerca de 97% dos turistas avaliaram entre “ótimo e bom” os principais polos do Carnaval de Pernambuco 2018;
* Quase 97% do público revelou pretensão de voltar ao Carnaval de Pernambuco;
* Principais polos de folia visitados: Olinda / Recife Antigo / Galo / Porto de Galinhas / Boa Viagem;
* Principais turistas nacionais: São Paulo (27,52%) / Rio de Janeiro (14,31%) / Bahia (4,63%) / Paraíba (4,09%) / Distrito Federal (3,95%);
* Principais turistas internacionais: Argentina (39,19%) / Portugal (18,92%) / Suíça (8,11%) / Itália (5,41%) / Alemanha (5,41);
* A permanência média dos turistas foi de 8 dias;
* Na ocupação hoteleira do Estado, o destaque ficou com Recife, Olinda, Nazaré da Mata e Gravatá. Os municípios registraram ocupação quase total dos meios de hospedagem - entre 97% e 100%.

Comentários