Clicky

DE TUDO UM POUCO • 25/02/2017 - 04:41 • Atualizado em: 25/02/2017 - 06:58

Anhembi tem folclore, fé e devoção na primeira noite de desfiles em SP

Tom Maior, Mocidade Alegre e Unidos de Vila Maria abrem a noite do Carnaval paulista

por Geovanna Bertaioli
Sarah Abrão/LeiaJáSarah Abrão/LeiaJáSarah Abrão/LeiaJá

O Grêmio Recreativo Tom Maior deu início à primeira noite de desfile no sambódromo do Anhembi, zona norte de São Paulo. A agremiação homenageou a história da cantora Elba Ramalho, que ao sair da Paraíba mostrou seu talento para o mundo, e fez a avenida virar um verdadeiro sertão nordestino ao som do sanfoneiro, forró, frevo e xaxado.

Em seguida veio a Mocidade Alegre que completou seus 50 anos de Carnaval com samba-enredo sobre a luta, a força e a união da comunidade. Guerreiros e personagens históricos passaram pela avenida para celebrar as lutas e vitórias da comunidade, que tem como surpresa para este ano o carnavalesco Leandro Vieira, atual campeão do Carnaval carioca pela Estação Primeira de Mangueira.

Já a Vila Maria, que luta pelo primeiro título do Carnaval paulista, saudou os 300 anos de descoberta da imagem de um dos maiores símbolos de fé do povo brasileiro, a padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida. O refrão que mistura canto religioso e samba foi um dos mais cantados no Anhembi.  

LeiaJá Também:
Tati Minerato dá um show de emoção na avenida

Por: Geovanna Bertaioli e Sarah Abrão 

Comentários