Clicky

Wi-Fi • 31/01/2018 - 11:32 • Atualizado em: 31/01/2018 - 11:47

Às vésperas do Carnaval, rede Conecta Recife apresenta falhas

LeiaJá visitou os principais pontos de folia para testar a qualidade do serviço de Wi-Fi grátis

por Nathália Guimarães
Paulo Uchôa/LeiaJáImagensPaulo Uchôa/LeiaJáImagensPaulo Uchôa/LeiaJáImagensPaulo Uchôa/LeiaJáImagensPaulo Uchôa/LeiaJáImagensPaulo Uchôa/LeiaJáImagensPaulo Uchôa/LeiaJáImagens
(

Se você está se preparando para aproveitar o Carnaval do Recife, vai gostar de saber que a cidade oferece uma rede Wi-Fi gratuita nos principais pontos de folia. Ativa desde 2014, a iniciativa chamada Conecta Recife promete oferecer sinal para acessar redes sociais e aplicativos em locais como Marco Zero, Praça do Arsenal e Rua da Guia. O LeiaJá visitou estes e outros pontos para testar a qualidade do serviço, mas só conseguiu navegar bem em alguns deles.

No Marco Zero, principal polo carnavalesco da capital pernambucana, são disponibilizadas cinco torres de internet. Mas quem pretende aproveitar o serviço durante a folia pode ficar a ver navios. Isso porque nos testes realizados não foi possível se conectar em nenhum deles. No iPhone, o celular sequer conseguiu encontrar o sinal da rede, que estava muito instável.

Uma situação parecida foi constatada nos testes realizados na Rua da Guia. Por lá, até conseguimos conexão, mas isso não significa que foi possível navegar na internet com rapidez. A rede, muito lenta, só permitiu o acesso a alguns sites leves. Enviar vídeos ou fotos pelo WhatsApp? Nem pensar. Neste caso, a melhor saída foi recorrer ao 4G.

Na Rua Marquês de Olinda não foi possível acessar o Wi-Fi tanto no iPhone quanto em um smartphone com o sistema operacional Android. O engenheiro Luís Cardoso passeava no local com a família e lamentou tanto a falha no serviço como a falta de sinalização. "Acho que faltam placas indicativas ensinando a usar a rede. Só descobri que ela existia porque um vendedor me explicou como funcionava", disse.

O cenário só mudou quando visitamos a Avenida Rio Branco, uma via exclusiva para pedestres. A rede estava rápida e foi possível usar aplicativos como Facebook, Instagram e WhatsApp. O sinal também surpreendeu na Rua do Bom Jesus e na Rua da Moeda, próximo ao Shopping Paço Alfândega.

Na Praça do Arsenal o sinal também ficou estável. A rede estava rápida e conseguimos acessar sites com boa velocidade e até baixar um aplicativo. Por lá, o serviço recebeu elogios de quem o utiliza constantemente. "Sempre venho aqui para usar a Wi-Fi grátis. É muito bom porque a gente economiza nosso pacote de dados", afirmou a recepcionista Marcilene Batista.

Em resposta às falhas, a Empresa Municipal de Informática (Emprel), responsável pela iniciativa, informou que os pontos localizados no Marco Zero e as redes das principais operadoras de celular estão sofrendo interferências em seus sinais que têm prejudicado o serviço.

"A Emprel, em conjunto com a Claro, vem realizando vistorias na tentativa de identificar a origem da interferência. O esforço é para que seja resolvido o mais breve possível. Os pontos do Conecta Recife no Recife Antigo terão suas bandas ampliadas para atender a uma maior quantidade de usuários no período do Carnaval", informou a Emprel, em nota enviada ao LeiaJá.

Como usar?

A rede é disponibilizada através do sinal Wi-Fi, próximo aos pontos sinalizados com a placa do projeto. Para utilizar, é preciso ativar a função de conexão sem fio no dispositivo móvel. Não é necessário realizar inscrição ou login. A internet pode ser utilizada em tablets, computadores e também em smartphones.

Cada pessoa conta com duas horas de navegação contínua. Não existe um limite diário, basta se reconectar em seguida. Ao todo, o projeto possui 137 pontos de acesso. Quem tiver problemas para usar o serviço, sugestões ou reclamações, pode entrar em contato com as equipes de plantão através do telefone 156. Os locais atendidos com internet gratuita podem ser consultados neste site.

LeiaJá também

--> Google lança no Brasil serviço que reúne vagas de emprego

--> Nokia lança chip para acelerar implantação da rede 5G

Comentários