Clicky

• 03/02/2018 - 12:05 • Atualizado em: 03/02/2018 - 12:30

Recifenses têm 'ouvido eclético' no carnaval, aponta pesquisa

De acordo com o Instituto de Pesquisas UNINASSAU, 52% dos foliões gostam de escutar todo tipo de música na folia; 39% afirmaram preferir exclusivamente o frevo

por Marília Parente
Instituto de Pesquisas UNINASSAU/Cortesia)
 
Uma pesquisa realizada pela UNINASSAU mostra que, no Carnaval de 2018, os recifenses estarão abertos a escutar músicas de fora do espectro dos folguedos típicos do período. Dos entrevistados, 52% afirmaram preferir ouvir todos os ritmos em detrimento de exclusivamente um gênero específico. Outros 39%, contudo, colocaram que pretendem ouvir só frevo. As marchinhas de Carnaval (4%) aparecem em terceiro lugar no ranking das preferências dos recifenses.
 
A contadora Ivânia Ferreira até prefere o frevo, mas não exclui outros gêneros musicais da folia. “Gosto mais do frevo e das marchinhas de carnaval. Se tocar um funk ou outra coisa, danço para não ficar fora do ritmo”, comenta. Mais tradicional, o professor Junior Cesar garante que, por ele, não ouviria nada além do ritmo pernambucano no período. “Para mim, o frevo é algo que contagia. Não gosto de cultura de fora nos dias do carnaval, como música baiana e essas músicas sertanejas, por exemplo, que não tem nada a ver com Pernambuco”, completa.
 
Apesar de ser fã de frevo, Ivânia não dispensa outros ritmos no carnaval. (Rafael Bandeira/LeiaJá Imagens)
 
Os números apontam ainda que 1% dos entrevistados ouviria apenas pagode no carnaval. A pesquisa foi realizada nos dias 22 e 23 de janeiro deste ano, no Recife. Foram realizadas 624 entrevistas, com pessoas a partir de 16 anos anos. A confiabilidade dos resultados é de 95% e a margem de erro é estimada em 4,0 pontos percentuais. 
 
 

Comentários