Clicky

hospedagem • 05/02/2018 - 12:19 •

Presidente da ABIH acredita que Salvador terá quase 100% de ocupação hoteleira no Carnaval

“Fizemos um trabalho muito intenso e muito forte para a divulgação da nova imagem do turismo de Salvador”

por
Divulgação ()
Falamos com exclusividade com o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia (ABIH-BA), Glicério Lemos de Santana sobre a expectativa do setor para o Carnaval 2018 de Salvador. “A expectativa é que a ocupação supere entre 2% e 3% o que foi visto nos festejos de 2017, quando o índice ficou na casa dos 96%”, afirmou Glicério Lemos LeiaJá
 
Lemos falou das principais ações realizadas pela ABIH, desde a sua chegada. “Quando nós assumimos a ABIH em 2016, fizemos uma pesquisa de identificação dos principais polos transmissores para Salvador, com ações fortes de marketing com agentes e operadores para divulgação e fazendo a capacitação dos envolvidos em todo o setor”.
 
E continuou. “Fizemos um trabalho muito intenso e muito forte para a divulgação da nova imagem do turismo de Salvador e os frutos estão ai. Estamos crescendo na ocupação, crescendo na temporada, que vai ser melhor que a do ano passado. Esperamos continuar nessa crescente”.
 
Sobre os principais problemas, Lemos destacou dois. “O Aeroporto de Salvador que tem a fama de um dos piores do Brasil nos últimos cinco anos e isso prejudica e muito todos nós e o Centro de Convenções, que é um grande problema não só para a hotelaria, e sim para toda a cadeia de turismo que sente muita falta desse importante instrumento para o turismo de negócios. Estamos ansiosos por esses ajustes que irá elevar o turismo de Salvador e de todo o Estado para outro patamar”, afirmou Lemos.
 
O presidente da ABIH ainda deu uma ‘cutucada’ no Governo do Estado. “O turismo é o setor que mais gera emprego e esperamos que o Governo do Estado, através do governador Rui Costa, volte suas atenções para esse setor tão importante para a economia de Salvador e de toda a Bahia. Precisamos que o Estado reforce sua política voltada para o turismo, aumentando o orçamento da pasta para 5% do PIB da Bahia”, concluiu.
 
Por Heron Lessa

Comentários