Clicky

Mobilização • 09/02/2018 - 18:59 • Atualizado em: 09/02/2018 - 19:01

Bloco carnavalesco desfila no Recife pelo direito à moradia

Bloco “Terra à Vista” criticou o poder público do Recife, com um déficit habitacional de mais de 60 mil moradias

por Eduarda Esteves
Paulo Uchôa/LeiaJáImagens Paulo Uchôa/LeiaJáImagens (Paulo Uchôa/LeiaJáImagens)

Na tarde desta sexta-feira (9), o  Bloco “Terra à Vista” ganhou as ruas do centro do Recife para protestar por uma cidade com mais direito à moradia. Pelo 6º ano seguido, o bloco buscou unir a brincadeira do Carnaval com o fortalecimento da luta de famílias em situação de risco de despejo. No Recife, o déficit habitacional ultrapassa 60 mil moradias.

Em 2018, o bloco teve o tema “Daqui não saio! Daqui ninguém me tira!” e recebeu o apoio de duas agremiações no cortejo. A Troça Carnavalesca Empatando Tua Vista, que critica à verticalização excessiva da cidade e a especulação imobiliária e o Pisa Ligeiro, organizado pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) de Pernambuco.

De acordo com Ronaldo Coelho, um dos organizadores da troça, tudo começou com um projeto há seis anos para unir a questão do carnaval para divulgar a causa. “É uma forma de satirizar a questão do direito à terra no Brasil. A gente sai com temas diferentes, mas são sempre girando em torno da mesma problemática, que é a desigualdade no direito à moradia. Este ano a gente, decidimos trazer essa temática para chamar atenção pelo aumento das reintegrações de posse”, explicou.

 

Comentários