Clicky

boneco gigante • 22/02/2019 - 13:03 • Atualizado em: 22/02/2019 - 14:45

Em Olinda, John Travolta não é ator de cinema, é astro do Carnaval

Conheça a história de um dos blocos mais tradicionais e divertidos de Olinda 

por Lídia Dias
Rafael Bandeira/LeiaJáImagens ()

Inspirado no filme ‘Os embalos de sábado à noite’, sucesso do final dos anos 1970, há 40 anos nascia a troça ‘John Travolta’. O que começou como uma brincadeira de criança, ganhou proporção e se tornou um dos blocos mais tradicionais, bem-humorados e queridos a  arrastar uma multidão no Carnaval de Olinda.

Em entrevista exclusiva ao LeiaJá, o artesão Eraldo José Gomes, um dos fundadores e diretores do bloco, falou sobre a história do ‘John Travolta’, confira:

 

O bloco

Fundado pelas crianças, adolescentes e pais que ‘compraram’ a ideia da brincadeira, o bloco nasceu no bairro de Guadalupe, em Olinda e saiu a primeira vez ao som do batuque de um surdo. No segundo ano, a troça já contava com subvenção da Prefeitura da cidade e seus integrantes puderam contratar uma orquestra.

O bloco saiu alguns anos pela manhã, mas como forma de democratizar a festa e atender aos foliões que trabalhavam neste horário, o desfile foi transferido para o turno da noite. Atualmente, a coordenação do bloco conta com 19 pessoas, sendo a maioria membros e amigos da família de Eraldo.

Nesses 40 anos de história, ‘John Travolta’ nunca deixou de sair, no entanto, de acordo com Eraldo a maior dificuldade está ligada à questão de patrocínio, que ainda é escasso. Para manter o funcionamento da festa, a coordenação organiza eventos ao longo do ano e na prévia vende as camisas do bloco para angariar recursos financeiros. Quase todas, das 450 camisas confeccionadas para 2019, já foram vendidas.

Em 2019, a concentração do bloco, que encanta crianças e diverte famílias, está prevista para acontecer no Alto da Sé, no sábado de Zé Pereira (2 de março) com saída marcada para as 20h30. No Instagram da agremiação, os foliões também podem acompanhar a rotina puxada de ‘John Travolta’ no período carnavalesco.

O boneco John Travolta

No dia 21 de janeiro de 2019, o gigante completou quatro décadas e comemorou sua existência na tradicional prévia, realizada no dia 27 de janeiro, no Clube Atlântico de Olinda, Região Metropolitana do Recife. Ao som de ‘Amigas do Brega’ e do sambista Ronaldinho, ‘John Travolta’ animou cerca de 1.200 foliões.

O primeiro boneco foi confeccionado, em 1979, pelo artesão Julião, dois anos depois pelo aclamado artista plástico Silvio Botelho e desde então, é essa estrela de Hollywood olindense que arrasta multidões no sábado de Carnaval. Pesando aproximadamente 30 kg, a obra é composta de fibra e papel maché e para que possa manter a boa aparência todo ano é reformado por Botelho.

Já a vestimenta no estilo setentista é reformulada para cada edição da festa e é feita pela costureira Edna Maria Gomes, irmã de Eraldo, com apoio de algumas amigas. “Minha irmã e umas amigas fazem a roupa, em uma semana elas conseguem confeccionar o traje dele. Normalmente, eu que dou a ideia”, conta Eraldo, orgulhoso.

Em 2019 o vestuário do gigante foi pensado pelo artista plástico João Andrade, que em 2015 assinou o traje do famoso ‘Homem da Meia-Noite’. Neste ano, quem for brincar junto ao bloco, poderá conferir um gigante repleto de brilho e autenticidade.

Fotos: Rafael Bandeira/LeiaJáimagens e arquivo pessoal

Por diversas vezes, pessoas ligadas a troça tentaram entrar em contato com o verdadeiro John Travolta para informa-lo da existência de um bloco em sua homenagem, mas o máximo que conseguiram foi chegar a produção do ator.

O ator John Travolta consolidou sua carreira nas décadas de 70 e 80, com os filmes: Os Embalos de Sábado à Noite (1977), Grease: Nos Tempos da Brilhantina (78) e Os Embalos de Sábado Continuam (1983).

Para Paulo Roberto, um dos presidentes do bloco e sobrinho de Eraldo, a versão olinedese do ator norte americano é muito mais que um boneco. “Para a família o ‘John Travolta’ é um primo, é um sobrinho, é um tio. É mais um membro da família e todos são apaixonados por ele’, ressalta.

Comentários