Clicky

Sábado • 03/03/2019 - 10:46 •

Paralamas empolga público do Marco Zero com show cheio de sucessos

Os Paralamas do Sucesso encerraram a noite com um show vigoroso, vibrante e cheio de hits

por
Brenda Alcântara/PCR ()

Coube aos Paralamas do Sucesso e a Lula Queiroga representar o pop rock na noite deste sábado (2), no Polo Marco Zero, dentro da programação do Carnaval do Recife. Ainda se recuperando do desfile do Galo da Madrugada, o público foi chegando aos poucos até lotar a praça. “A gente vai levar nosso som, que não é exatamente música de Carnaval, mas que tem um vigor parecido”, disse Queiroga em entrevista nos bastidores, antes do show.

Ele apresentou canções de várias fases da sua carreira. Começou só com a banda no palco tocando “Discovery”, “Dois Olhos Negros” e “Melhor do que Eu Sou”. Pedro Luís foi o primeiro convidado chamado ao palco, iniciando sua participação com “Noite Severina” e encerrando com “Boa noite, Xangô”.

Quando Lula anunciou a próxima atração, o público foi ao delírio. A bela Roberta Sá interagiu com o dono da festa, descendo para a parte mais baixa do palco e ficando bem perto da plateia. Entre os destaques do repertório, “Alô Fevereiro”, “Pobretown” e “Pavilhão de Espelhos” – música de Queiroga gravada pela cantora, que se destaca por sua letra quase cinematográfica, tal é a quantidade de imagens que carrega.

Marcelo Jeneci participou tocando duas músicas dele, “Copo d’água” e “Pra sonhar”. Ao final, todos juntos subiram ao palco e apresentaram “Atirador” e “Fere rente”.

Os Paralamas do Sucesso encerraram a noite com um show vigoroso, vibrante e cheio de hits. Acompanhados por outros grandes músicos de apoio, Bi Ribeiro (baixo), João Barone (bateria e vocais de apoio) e Herbert Vianna (guitarra e voz) emendavam um sucesso atrás do outro, sem muita pausa para descanso ou conversas longas.

“É sempre bom lembrar que a gente tem uma ligação muito grande com a Nação Zumbi e com toda herança emotiva e sensível do Chico (Science) e do manguebeat. Então, estar aqui novamente no Carnaval é sempre uma alegria”, disse Barone, em entrevista. “Lourinha Bombril”, “Melô do Marinheiro”, “Alagados”, “O Beco”, “Ela Disse Adeus”, “Caleidoscópio” foram alguns dos muitos sucessos tocados pelo trio.

No bis, eles se despediram do povo que vibrou durante todo o concerto com “Cinema Mudo”, “Manguetown”, dos amigos da Chico Science e Nação Zumbi, e o grande clássico “Meu Erro”.

Da Prefeitura do Recife

Comentários