Clicky

Aniversário • 15/02/2020 - 13:01 • Atualizado em: 15/02/2020 - 13:40

Cariri Olindense celebra 99 anos com a mesma energia de um jovem folião

Um dos mais tradicionais blocos do Carnaval olindense comemorou seu aniversário com muita festa, neste sábado (15)

por Paula Brasileiro
Júlio Gomes/LeiaJáImagensJúlio Gomes/LeiaJáImagensJúlio Gomes/LeiaJáImagensJúlio Gomes/LeiaJáImagens
(
Nos domingos de Carnaval, a folia começa ainda de madrugada no bairro do Guadalupe, Sítio Histórico de Olinda. Às 4h da manhã, o Cariri Olindense ganha as ruas, junto com os primeiros raios solares, "pegando menino e moça, pegando tudo que a vista alcança", como diz seu hino oficial. A agremiação, uma das mais antigas e tradicionais da folia olindense, Patrimônio Vivo de Pernambuco, celebrou, neste sábado (15), seus 99 anos de história. A festa contou com shows, DJs e, claro, o arrastão do bloco pelas ladeiras.
 
Para o presidente da agremiação, Sérgio Roberto, comemorar a data com a comunidade é uma emoção sem tamanho. Esse ano o tema do bloco é 208 anos de frevo em Olinda, celebrando não só os Carnavais de Cariri como o de Vassourinhas, também exaltando a união entre as agremiações.
 
Sérgio adianta que o bloco está preparando muitas surpresas para celebrar seu centenário em 2021 e que as comemorações, na verdade, começam hoje. "O coração tá saindo pela boca, 99 anos não são 99 dias. Mas a energia é como se a gente tivesse cinco anos. Ano que vem, no centenário, teremos muitas surpresas e já começa de hoje".
 
A festa do Cariri, além de celebrar seu quase centenário, também homenageou outros blocos de Olinda, tão tradicionais quanto ele próprio. Os clubes Vassourinhas e Lenhadores de Olinda foram reverenciados na comemoração. O outro homenageado foi o jornalista Ciro Bezerra.
 
Para celebrar o aniversário, o Cariri abriu as portas de sua sede e ocupou o Largo do Guadalupe. No palco, subirão as bandas Bonsucesso Samba Clube e Malícia Champions e os DJs Catarina Dee Jah e Uirá. Às 19h, o bloco sai em arrastão pelas ladeiras de Olinda ao som da Orquestra do Grêmio Henrique Dias.

Comentários