Clicky

Concorrido • 18/02/2020 - 17:37 • Atualizado em: 18/02/2020 - 17:37

Rede hoteleira: SP deve ter ocupação de até 90% das vagas

Capital paulista se prepara para receber um número recorde de turistas; prefeitura afirma que será o maior carnaval da história da cidade

por

Por Alex Dinarte

Uma estimativa apresentada por dois órgãos especialistas no segmento hoteleiro animou ainda mais o mercado do turismo de São Paulo no Carnaval. De acordo com dados do Centro de Inteligência e Economia do Turismo (CIET) e da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) de São Paulo, a taxa de ocupação da rede hoteleira do litoral e do interior do estado devem registrar uma média de 75% a 90% durante a folia. Na capital paulista, as hospedarias devem preencher mais de 65% da disponibilidade.

Apontado pela administração pública municipal como o maior Carnaval da história de São Paulo, os festejos de 2020 devem bater recordes de arrecadação na cidade, superando os R$ 2,3 bilhões do ano anterior. Na capital paulista, as hospedarias tipo hostels, vistas como mais econômicas, não têm vagas para o período de folia desde o último mês de janeiro. Nos últimos dois anos, a média foi de 59,9% de lotação em 2018 e de 67,6% no ano passado. 

Mas não é só na metrópole que o Carnaval aquece a economia do turismo. O estudo da CIET e da ABIH apresenta que o período é também de crescimento por todo o estado. Nas cidades que apostam no turismo-aventura, como Socorro (135 km da capital) e Brotas (245 km da capital), o mês de fevereiro deve atingir mais de 90% da lotação das hospedarias. A menos de uma semana para o feriado, Socorro já tem ocupados 3,5 mil dos 4,2 mil leitos disponíveis nos hotéis do município. Já em Brotas, a taxa de ocupação beirava os 90% na primeira semana de fevereiro.

Mesmo nas localidades mais distantes do interior do estado, os hotéis estão cheios. Além de preencher todos os leitos disponíveis, a décima edição de um festival de música com nomes de sucesso na atualidade em Votuporanga (521 km da capital) deve contribuir para o faturamento do turismo nos municípios vizinhos. Já a cidade de Ilha Solteira (681 km da capital), deve receber cerca de 20 mil foliões vindos outros estados como Mato Grosso do Sul, Paraná e outras cidades da região noroeste paulista.

Segundo levantamento do Consórcio do Litoral Norte, os municípios praianos ainda têm vagas de hospedagem para o Carnaval. As cidades que se tornam destinos naturais do período para os turistas como os municípios de Bertioga, São Sebastião, Caraguatatuba, Ilhabela e Ubatuba registravam taxa de ocupação média entre 54% e 65%. Ainda conforme os dados, a estimativa é ocupar entre 75% e 78%.

Comentários